Gamificação: inserir diversão amplia resultados nas empresas

Especialmente na educação corporativa, sucesso de projetos gamificados em plataformas LMS é imbatível

Quem pensa que trabalho e diversão não se misturam ainda está vivendo no passado. Em pleno século XXI, integrar as atividades produtivas à sedução de alguns elementos de jogos é não apenas permitido como indicado para aumentar a motivação e o interesse dos funcionários de uma empresa. É assim que vêm ganhando força as técnicas de gamificação, uma metodologia que propõe a aplicação de componentes lúdicos para transformar metas e problemas em um instigante e saudável entretenimento.

Empresas de todo o mundo têm adotado o recurso com o objetivo de conquistar maior envolvimento dos colaboradores em seus projetos. Os resultados impressionam. A Viddia, por exemplo, empresa mineira de educação corporativa on-line pioneira na incorporação sistematizada da gamificação em seu ambiente virtual de aprendizagem (AVA), tem conseguido garantir um grau de engajamento em seus cursos que chega a 90%.

Parte da explicação para todo esse sucesso está no fascínio da humanidade por jogos e desafios, sejam analógicos ou digitais. Uma pesquisa realizada pela Blend New Research, ESPM e Sioux Group em fevereiro deste ano, divulgada pela revista Forbes, mostra que 66,3% dos brasileiros têm o hábito de jogar games eletrônicos, e 58,6% deles usam os jogos como principal forma de entretenimento.

Para entender como essa atração do ser humano por jogos tem sido explorada pela gamificação nos mais diversos ambientes, é preciso começar pela origem do termo.

Gamification =  gamificação

A palavra “gamification”, traduzida em português como gamificação, foi criada em 2002 pelo programador britânico Nick Pelling, que desenvolveu uma série de jogos para serem usados em um projeto de educação por computador. Mas o termo só ganhou popularidade como conceito a partir de 2010.

Na prática, portanto, gamificar significa utilizar as mecânicas e a diversão dos aspectos dos jogos em contextos distintos do lazer, em ambientes corporativos e escolares, por exemplo, para motivar as pessoas a buscar soluções e alcançar objetivos.

Além do magnetismo das mecânicas de jogos, como desafios, recompensas por pontos, medalhas e troféus, painéis de liderança, entre muitos outros, a gamificação explora também o interesse pela jornada que os participantes devem passar utilizando esses elementos.

A gamificação na prática

As técnicas de gamificação têm sido usadas de fato em negócios, no marketing, na educação e, principalmente, na gestão de pessoas e no treinamento empresarial. Organizações em geral podem lançar mão de experiências gamificadas em diferentes situações: para engajar funcionários a realizarem suas tarefas de forma mais prazerosa; para motivar clientes a comprarem seus produtos; para despertar o interesse de alunos por conteúdos e atividades.

Nike, por exemplo, lançou o aplicativo Nike+ Running, que é totalmente concebido dentro dos conceitos de gamificação. Por meio desse aplicativo os usuários acompanham e salvam dados de progresso de corridas, compartilham e comparam seu desempenho com o de outros usuários e comemoram realizações. A empresa quer, com isso, motivar o jogador a alcançar uma vida mais saudável. Claro, porém, que seu objetivo final é aumentar as vendas de materiais esportivos.

A Viddia é outro exemplo de sucesso no uso da metodologia. Sua plataforma gamificada foi criada a partir da pesquisa de doutorado de sua fundadora, Fabiana Bigão, utilizando mais de 15 elementos de gamificação aplicados à educação on-line. O resultado é que, enquanto o percentual de alunos que completam um curso na modalidade EAD (Ensino à Distância) gira em torno de 50%, nos cursos da Viddia esse índice sobe para 90%.

Os benefícios da gamificação em treinamento e desenvolvimento empresarial valem um capítulo à parte.

A gamificação como diferencial na EAD Corporativa

Aplicar a gamificação é uma forma comprovada de melhorar a performance dos funcionários por meio das mecânicas de jogos e, com isso, aumentar a produtividade. Mas é na educação corporativa, no treinamento desses colaboradores, que os melhores resultados da metodologia aparecem. Isso porque, como já dito, inserir diversão no dia a dia das pessoas aumenta a adesão em relação às suas responsabilidades, incluindo, claro, o envolvimento com a aprendizagem.

Se a gamificação for usada em ambientes virtuais, com uma boa plataforma LMS, aí, então, os ganhos são imbatíveis. “Os ambientes virtuais permitem utilizar de forma muito mais eficiente aquelas estratégias de gamificação que são importantes para manter o aluno interessado, como feedbacks imediatos após cada conquista, possibilidade de visualização do progresso no curso, rankings de comparações, entre outros”, explica a sócia da Viddia, Fabiana Bigão.

Uma forma de gamificação em treinamentos on-line é dividir os conteúdos do curso em níveis a serem cumpridos e aplicar uma atividade final como desafio a ser transposto ou um triunfo a ser conquistado. Outra é oferecer recompensas mais divertidas do que as tradicionais avaliações pontuadas ao final das tarefas, como medalhas e troféus. Outra, ainda, é criar mecanismos para promover colaboração e competição saudável entre os “jogadores”.

Gamificação x games

Gamificar, porém, não significa criar um jogo com a finalidade de educação, nem distribuir pontos e medalhas por resultados, simplesmente. Há uma grande diferença entre conceber um game para transmitir um conhecimento (simuladores, por exemplo) e incorporar elementos de jogos aos treinamentos convencionais.

“Construir um ambiente gamificado é tomar emprestado elementos de games para construir uma narrativa e um percurso encantadores, instigantes e motivadores para o participante”, conclui a fundadora da Viddia.

Então, para as empresas que estão percebendo que seus funcionários estão desmotivados, com baixa produtividade e pouco engajamento nos treinamentos, talvez seja a hora de perguntar: será que não está faltando um pouco de diversão para mudar esse comportamento?


Para compreender o significado dos elementos da gamificação, baixe nosso e-book sobre Gamificação na Educação Corporativa aqui. Ele aprofunda sobre casos de sucesso, os diferentes perfis de participantes e as melhores mecânicas de gamificação.

Conheça nossa plataforma LMS com gamificação e nossos cursos

Temos uma plataforma de Educação Corporativa EAD poderosa e inteligente, com recursos de gamificação que garantem o maior índice de engajamento do mercado. Toda infraestrutura é gerenciada por nós e hospedada na nuvem, e os conteúdos poderão ser acessados através de qualquer dispositivo conectado à Web.  Nossos dashboards permitem acompanhar o desempenho dos colaboradores e identificar lacunas de aprendizado.

Além da plataforma, temos o catálogo com os cursos de desenvolvimento profissional mais procurados do mercado, criados com nossa metodologia e com professores das melhores escolas de negócio do mundo. São cursos nas áreas de liderança, gestão de pessoas, comunicação interpessoal, inteligência emocional, negociação, solução de conflitos, gestão estratégica, inovação com design thinking, marketing, finanças, gestão de projetos e vendas de alta performance. Temos flexibilidade para construir pacotes diferenciados para empresas.

Leve a gamificação para a sua empresa

Caso sua empresa esteja interessada em desenvolver algum projeto com gamificação, entre em contato e faça um orçamento específico para sua demanda.

Acompanhe-nos nas redes sociais!

Siga-nos no YoutubeFacebook, TwitterLinkedIn e Instagram, estamos sempre disponibilizando conteúdo gratuito de qualidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *