Sala de aula invertida: o que é e quais são os benefícios?

A sala de aula invertida é uma grande tendência da educação. Unindo o ensino presencial com o ensino a distância, é possível utilizar o melhor de cada uma dessas modalidades e fazer com que o aluno aprenda mais.

A educação no país está passando por transformações, tanto no âmbito das instituições de ensino quanto no contexto dos treinamentos corporativos. Com o avanço e barateamento de novas tecnologias e o amplo acesso aos smartphones, tablets e computadores, novas formas de realizar treinamentos têm sido discutidas e experimentadas com sucesso. Os treinamentos exclusivamente presenciais estão sendo substituídos pela modalidade on-line ou por soluções que buscam misturar o presencial com o on-line (EAD).

O que é sala de aula invertida

Bishop e Verleger definem sala de aula invertida como uma técnica educacional que consiste em duas partes: atividades de aprendizagem interativas em grupo em sala de aula e orientação individual baseada em tecnologia fora da sala de aula. Assim, uma característica marcante da sala de aula invertida consiste de não usar o tempo em sala para explicar conceitos. O conteúdo é estudado on-line antes de o aluno frequentar a sala de aula, que passa a ser um lugar para a realização de atividades práticas como resolução de problemas e projetos, discussão em grupo e laboratórios.

A sala de aula invertida, ou fipped classroom, altera a lógica de organização do ensino tradicional. O principal objetivo dessa abordagem, em termos gerais, é que o aluno se prepare previamente com o conteúdo do curso antes de se encontrar com o professor e demais colegas. Logo, é necessário que o aluno reserve um tempo para estudar o conteúdo antes da aula. Assim, a sala de aula se transforma em um espaço dinâmico e interativo, que estimula debates e discussões, permitindo a aplicação prática dos conceitos vistos por meio de atividades.

No ambiente corporativo, a sala de aula invertida traz ainda mais vantagens, pois permite que as atividades práticas sejam realizadas no contexto da empresa em que o treinamento está sendo ministrado. Por exemplo, suponha que uma empresa esteja ministrando um curso de liderança e gestão de pessoas para todos os seus líderes. Na modalidade on-line, os líderes podem assistir às aulas teóricas e aprenderem sobre como avaliar a maturidade dos colaboradores. Nos encontros presenciais, eles podem discutir e efetivamente avaliar a maturidade dos colaboradores da organização em que o treinamento está sendo ministrado.

Benefícios da Sala de Aula Invertida

Conforme mencionamos, a sala de aula invertida pressupõe que o aluno estude o conteúdo antes da aula presencial, para que possa acompanhar as discussões e obter um melhor aproveitamento das práticas. Abaixo listamos 5 benefícios principais dessa abordagem.

1) Flexibilidade

Considerando que o estudante administra a sua agenda de estudos, ele passa a ter mais autonomia e responsabilidade sobre seu processo de aprendizagem. Essa modalidade permite flexibilidade para que os participantes estudem a parte teórica nos horários de sua preferência. Existem pessoas que preferem estudar nas madrugadas, outros estudam nos fins de semana. Ainda há os que estudam no ônibus, na ida ou na volta do trabalho.

2) Ritmo com autonomia

Cada aluno pode estudar a parte teórica on-line de acordo com seu ritmo de aprendizagem, com autonomia. Dependendo do conteúdo a ser ensinado, pessoas podem apresentar níveis diferentes de dificuldade. Alguns conseguem cumprir o conteúdo mais rapidamente, outros precisam de mais tempo para absorver o material. Na educação on-line, quem dita o ritmo é o aluno.

3) Ensino reforçado

De acordo com o interesse do participante, é possível rever conteúdos quantas vezes for necessário, bem como acessar o conteúdo na ordem desejada. Esse talvez seja um dos benefícios mais valiosos, do ponto de vista do aluno, ao acessar a parte teórica on-line.

4) Lacunas de aprendizado visíveis

Essa estratégia também permite que as lacunas na compreensão do conteúdo se tornem mais visíveis. Por meio das verificações de aprendizado e feedback imediato ao longo do curso (não apenas no final), o aluno tem a possibilidade de rever as áreas em que teve dificuldades, evitando que elas se acumulem e prejudiquem o aproveitamento do curso.

5) Debates avançados

Um dos mais importantes benefícios dessa metodologia é a possibilidade de promover debates mais produtivos em sala, uma vez que o conteúdo foi previamente estudado pelo aluno. Assim, não se gasta tempo explicando conceitos, mas sim discutindo a aplicabilidade dos conceitos em situações reais. Em ambientes corporativos, o custo de ter várias pessoas em sala de aula ao mesmo tempo é alto. A sala de aula invertida não só ajuda a reduzir esses custos, como também permite que o tempo em sala de aula seja aproveitado para discutir e resolver problemas reais das empresas.

Estudos de Moran e Milsom, bem como Tune, Sturek, e Basile apontam melhorias significativas na aprendizagem com a adoção da sala de aula invertida, especialmente com relação ao envolvimento dos alunos e desempenho. A criação dessa modalidade de ensino envolve planejamento e estruturação dos conteúdos a serem transmitidos on-line, bem como das práticas a serem aplicadas e discutidas presencialmente. Questões relacionadas à metodologia de elaboração e apresentação do conteúdo on-line devem ser estudadas para que a forma de ensino e o ambiente estejam conectados às necessidades e perfis do público alvo. No contexto da educação corporativa on-line, tanto a metodologia de elaboração do curso quanto a plataforma devem ser planejados. 

Se você quiser conferir mais sobre o cenário da educação corporativa on-line, a crescente adesão das empresas à EAD e as vantagens, baixe nosso e-book aqui. O mais importante é você ter consciência de que ela não pode ser vista apenas como custo. 

Referências

BISHOP, J. L.; VERLEGER, M. A. The Flipped Classroom: A Survey of the Research. In: ASEE ANNUAL CONFERENCE & EXPOSITION, 120., 2013, Atlanta. 

MORAN, K.; MILSOM, A. The Flipped Classroom in Counselor Education. Counselor Education and Supervision, 2015.

PAVANELO, E.; LIMA, R. Sala de aula invertida: a análise de uma experiência. Bolema, Rio Claro (SP), v. 31, n. 58, p. 739-759, ago. 2017.

TUNE, J.D; STUREK, M.; BASILE, D.P. Flipped classroom model improves graduate student performance in cardiovascular, respiratory, and renal physiology. Adv Physiol Educ, Indianapolis, v. 37, n. 4, p. 316-320, 2013.

Ensino Inovativo. Edição Especial. 2015.

Nos companhe

Siga-nos no YoutubeFacebook, TwitterLinkedIn e Instagram, estamos sempre disponibilizando conteúdo gratuito de qualidade!

Publicações relacionadas


Educação Corporativa: quais são os fatores de sucesso? É cada vez maior a preocupação das empresas em manter as equipes de trabalho treinadas para realizarem com eficácia as tarefas diárias, baterem metas e atenderem bem os clientes. Nesse contexto, as empresas estão investindo na educação corporativa. Mas é importante planejar e implantar soluções que ...
Gamificação: como pode ajudar na motivação? Gamificação remete ao uso de elementos e pensamentos centrados em jogos. Uma vez que os jogos estão ligados a entretenimento, motivação e engajamento, o objetivo do uso da gamificação é usar os elementos de jogos para tornar produtos e serviços não relacionados a jogos mais engajadores e divertidos....
Conheça as 6 formas de motivação No ambiente de trabalho, é de interesse geral que as pessoas se sintam motivadas a realizarem suas atividades. Estudos mostram que a motivação está relacionada a um clima organizacional melhor e desempenhos melhores, bem como menor índice de faltas ao trabalho. No ambiente profissional, é com...
5 motivos para fazer um curso on-line de boa qualidade Segundo a amostra do Censo de Aprendizagem a Distância no Brasil (ABED) de 2014, houve quase 4 MILHÕES de matrículas em 25.166 cursos on-line. Comparando os dados de 2012 e 2014, o crescimento na oferta de cursos foi de 212%. Obter conhecimento e interagir com outras pessoas on-line está fica...