Ensino híbrido: um caso de sucesso em treinamento de lideranças

Como foi possível capacitar gestores de projeto em pouco tempo e com baixos custos

Equipe de líderes de projetos da diretoria de inovação da Duas Rodas

Com mais de 10 mil clientes no Brasil e no exterior e um portfólio que ultrapassa os três mil produtos para a indústria de alimentos e bebidas, como aromas, extratos, aditivos e condimentos, a Duas Rodas não tira o pé da inovação. A empresa, fundada em 1925 em Jaraguá do Sul (SC), conta hoje com sete unidades de produção, sete centros de pesquisa e um Centro de Inovação focados em estudar e aplicar novas tecnologias e soluções para seus parceiros.

Tamanha estrutura e o pioneirismo só podem ser mantidos com qualificação maciça e constante de seus colaboradores. Por isso, a organização não descuida da promoção de treinamentos, e faz isso, principalmente, investindo em soluções de educação corporativa on-line.

Sua mais recente iniciativa nesse sentido acaba de ser concluída: a qualificação de líderes em Gestão Avançada de Projetos por meio de uma estratégia de ensino híbrido, desenvolvida em parceria com a Viddia. “A metodologia híbrida adotada para passar o conteúdo foi de extrema relevância, possibilitando maior flexibilidade e evitando que os pesquisadores tivessem de deixar de lado suas atividades do dia a dia para participar da capacitação”, afirma a consultora de projetos PMO da Duas Rodas, Patrícia Nadolny.

Antes de decidir sobre qual curso era o melhor para os participantes, tanto Patrícia quanto Steven Rumsey, diretor da área de inovação, tiveram a oportunidade de fazer uma degustação dos cursos da VIDDIA. Caso tenha interesse em fazer uma degustação dos nossos cursos, clique aqui.

O que é o ensino híbrido

Num conceito geral, o ensino híbrido, ou blended learning, consiste em misturar modalidades de aprendizagem presenciais e a distância em uma proposta de educação. Trata-se, em outras palavras, de promover uma integração didática entre o presencial e o virtual em projetos de aprendizagem.

No treinamento corporativo, o método é aplicado buscando maior engajamento dos colaboradores, tornando-os protagonistas do próprio aprendizado. No caso da Duas Rodas, o ensino híbrido atuou em conjunto com outra metodologia ativa de aprendizagem, a Project Management Learning (Aprendizagem Baseada em Projeto).

Na prática, o trabalho começou em novembro de 2019, com uma reunião presencial de alinhamento com equipes e lideranças da Duas Rodas que participariam do treinamento. “Fizemos um kick off para apresentar a proposta e explicar o funcionamento da ferramenta virtual que seria utilizada”, informa Fabiana Bigão, executiva da Viddia que implantou o projeto.

Depois disso, os gestores partiram para a fase de treinamento on-line, em uma plataforma EAD desenvolvida e customizada pela Viddia para atender às demandas específicas da Duas Rodas. Finalizada essa etapa, que teve duração de dois meses, foi realizado um segundo encontro presencial para exposição e discussão dos projetos concebidos durante o curso (integrando a metodologia de Aprendizagem Baseada em Projeto, os participantes tiveram como tarefa final a produção de um projeto a partir das ferramentas apresentadas).

Steven Charles Rumsey, Diretor da área de Inovação da Duas Rodas, dando feedbacks dos projetos apresentados no último dia

Os resultados alcançados comprovam, mais uma vez, que práticas assentadas em ensino híbrido são diferenciais imprescindíveis para a produtividade da educação corporativa.

Diferenciais do ensino híbrido em educação corporativa

O programa de treinamento empresarial baseado no ensino híbrido teve o objetivo de disseminar boas práticas de gestão aos líderes da Duas Rodas, de uma maneira eficaz. A ideia era oferecer ferramentas e conhecimentos que pudessem ser replicados nos projetos coordenados por eles na empresa.

A capacitação procurou preparar os gestores, dando condições para que realizassem um levantamento mais assertivo de requisitos, uma comunicação mais eficiente com os stakeholders e um sistema de controle que pudesse ajudar a equipe do projeto a identificar gargalos e melhorar a entrega.

Alguns resultados já indicam um caminho de sucesso para esses objetivos:

1)Alto índice de participação

O treinamento apresentou um nível de engajamento superior ao que alcançaria qualquer outro tipo de proposta de aprendizagem em modalidade exclusivamente presencial. Na plataforma, o alto comprometimento das pessoas com o curso foi observado pela participação em fóruns, a troca de posts e outros mecanismos de mensuração. Até a realização do segundo encontro presencial, 92% dos líderes já haviam finalizado a etapa virtual.

2) Nível elevado de retenção de informações

Uma das vantagens do ensino híbrido, de acordo com pesquisas feitas na área, é possibilitar maior acúmulo de conhecimento em relação a metodologias unicamente presenciais. Na Duas Rodas, os participantes não só conseguiram compreender o que foi estudado como reformular e aplicar as informações no dia a dia, por meio dos projetos criados e apresentados ao final do curso.

Baseando-se no modelo de verificação do impacto de um treinamento proposto pelo professor Donald Kirkpatrick (saiba mais aqui), da Universidade de Wisconsin, a Viddia identificou que houve reação positiva dos gestores em relação à capacitação (primeiro nível), aprendizagem (segundo nível) e mudança de comportamento (terceiro nível) – os gestores passaram a adotar a linguagem técnica em seu repertório diário, introduzindo e aplicando os conceitos na prática. O próximo passo para atingir o quarto nível do modelo será a empresa começar a colher os resultados.

3) Redução de custos

Não apenas na Duas Rodas, mas em qualquer organização que optar pela educação corporativa baseada em ensino híbrido, a metodologia permite uma economia considerável. Em média, é possível obter uma redução entre 20% e 50% nos custos com qualificação em comparação com modalidades presenciais, dependendo do número de participantes. Temos outros casos de sucesso da aplicação do ensino híbrido aqui.

Ainda entre as vantagens do blended learning, podemos citar: a otimização das estratégias de avaliação; a possibilidade de atendimento de públicos mais amplos; a capacidade de atualização do treinamento para nova aplicação em curto espaço de tempo.

Siga-nos nas redes sociais

Siga-nos no YoutubeFacebookTwitterLinkedIn e Instagram, estamos sempre disponibilizando conteúdo gratuito de qualidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *