3 formas de aumentar o engajamento on-line com videoaulas

Pedagogia empresarial deve valorizar o potencial dos vídeos na educação corporativa

Os vídeos continuam populares como nunca e são sempre preferidos quando se trata de escolher uma ferramenta de aprendizagem. Por esse motivo, devem ter seu lugar garantido na lista de recursos da pedagogia empresarial. As estatísticas mostram por que o investimento em aprendizado baseado em videoaulas é tão estratégico para a educação corporativa:

  • Mais de 1,9 bilhão de usuários conectados ao YouTube acessam a maior plataforma de vídeos do mundo todos os meses (Youtube).
  • Diariamente, as pessoas assistem mais de um bilhão de horas de vídeo e 70% das visualizações vêm de dispositivos móveis (Youtube).
  • De 2014 a 2018, o consumo de vídeos na web cresceu 135%. No mesmo período, o consumo de TV subiu apenas 13% (Pesquisa Video Viewers/Instituto Provokers).
  • 59% dos executivos seniores concordam que, se texto e vídeo estão disponíveis no mesmo tópico na mesma página, eles preferem assistir ao vídeo (Digital Information World).
  • Os espectadores retêm 95% de uma mensagem quando assistem a um vídeo, em comparação com 10% ao ler num texto (WireBuzz).

Transportando esse cenário para o mundo das organizações e para o treinamento empresarial, não há dúvidas: se puder escolher entre um vídeo e um texto como meio de conhecer ou aprender um conteúdo, a maioria dos colaboradores irá preferir o vídeo.

Tendências que impulsionam a aprendizagem baseada em videoaulas

E não é por acaso que as videoaulas são assim tão estimadas. Elas constituem um meio de alto impacto, e sua aplicação na educação corporativa cria uma experiência de aprendizagem envolvente, com grande margem de recuperação e retenção. Além disso, algumas características tecnológicas atuais aceleraram o uso dos vídeos na aprendizagem corporativa nos últimos anos:

Aprendizado móvel ou mobile learning

A disseminação do uso dos smartphones para consumo de conteúdos em meios digitais é a primeira delas. Essa tendência naturalmente empurra a preferência dos alunos (incluindo os participantes de treinamentos empresariais) para cursos on-line oferecidos em formatos habitualmente acessados em seus celulares – especialmente videoaulas e aplicativos.

A pedagogia empresarial já incorporou esse movimento. A maioria dos programas de treinamento corporativo oferece, cada vez mais, conteúdos para serem consumidos a partir dos dispositivos móveis (computadores, laptops, tablets e, principalmente, os smartphones), nos formatos que os colaboradores preferem.

Treinamento baseado no microlearning

Os alunos, em geral, adoram vídeos pequenos, que podem ser vistos em qualquer lugar. Em função disso, especialmente, abordagens baseadas em microlearning têm sido amplamente utilizadas para treinamento formal e informal. As pílulas de conteúdo podem ser oferecidas em vários formatos atraentes e de alto impacto, e o vídeo é um componente importante para dar estrutura e disseminar esses conteúdos.

Como melhorar a experiência do aprendizado por meio de videoaulas?

Se a tendência ao aprendizado baseado em vídeos é nítida e até onde se alcança, irreversível, é preciso investir para aprimorar a cada dia essa ferramenta. Sem perder de vista que o objetivo de toda experiência de aprendizagem é ser envolvente e engajadora, o desafio é garantir a participação e aumentar a motivação dos alunos tendo como trunfo a atratividade das videoaulas. Como fazer isso?

Uma pesquisa feita em 2017 pelo professor norte-americano Lloyd P. Rieber sobre padrões de participação de alunos em um curso on-line aberto e massivo dá boas pistas. O estudo aponta seis fatores que contribuem para que os participantes concluam um curso on-line com sucesso. Desses seis fatores, três estão diretamente relacionados à apresentação das aulas pelo professor em vídeos:

1)Videoaulas narradas pelo professor

Quando um treinamento é planejado por meio de videoaulas narradas pelo professor, a probabilidade de o participante se engajar em nível emocional aumenta. Esse envolvimento ocorre quando o aluno se sente conectado a outras pessoas e comprometido com o treinamento, apresentando baixos níveis de ansiedade. Ter o professor à vista, falando sobre os conteúdos estudados, é uma das formas de promover essa aproximação e conexão.

2) Tutoriais e exemplos explicados pelo professor

Quando o professor apresenta exemplos e tutoriais, o aluno se aproxima do conteúdo, pois consegue relacionar o que aprendeu na teoria com a prática do dia a dia. Essa aproximação do aluno tanto com o conteúdo quanto com o professor é essencial para uma aprendizagem bem-sucedida. Segundo o escritor Romero Tori, o estudante que consegue perceber a utilidade e a aplicação do aprendizado na prática sente-se melhor com sua capacidade de dominar novos conhecimentos. Dessa forma, ele acaba se engajando e adotando uma abordagem mais ativa e comprometida com a aprendizagem.

3) Personalidade e forma de expressão do professor

Muitas vezes a forma de ensinar é mais importante do que o conteúdo. Um aluno que recebe uma explicação bem-humorada sobre a importância e os benefícios de sua formação, por exemplo, é mais propenso a se envolver emocionalmente com o aprendizado. Da mesma forma, quando o professor se expressa de maneira otimista, ele afeta as emoções positivas dos alunos, evitando que os estudantes se sintam isolados durante a jornada de aprendizado e, portanto, emocionalmente desengajados.

Baixe nosso e-book sobre Educação Corporativa

Se você quiser conferir mais sobre o cenário da educação corporativa on-line, a crescente adesão das empresas à EAD e as vantagens, baixe nosso e-book aqui.

Conclusões

Resumindo, videoaulas gravadas por professores que, além de competentes, sejam carismáticos e positivos, que utilizem exemplos práticos e consigam aproximar a teoria da prática, com toda certeza têm muito mais chances de engajar os participantes. E o engajamento do aluno, mais uma vez, reflete diretamente em uma experiência de aprendizagem de sucesso. Lembrando que um estudante engajado é ativo em sua aprendizagem, inspirado, ansioso para participar, disposto a gastar esforço. E que na prática, isso se manifesta por meio do cumprimento de prazos, da participação em espaços colaborativos (como fóruns de discussões) e da produção de resultados excelentes. Pensando novamente no ambiente organizacional, portanto, videoaulas que consigam motivar e engajar colaboradores na educação corporativa serão sempre necessárias e muito bem-vindas.

Siga-nos nas redes sociais

Siga-nos no YoutubeFacebookTwitterLinkedIn e Instagram, estamos sempre disponibilizando conteúdo gratuito de qualidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *