Home Office: 4 diretrizes para obter alta produtividade

Home Office: 4 diretrizes para obter alta produtividade

Trabalhar em casa exige não apenas disciplina dos colaboradores, mas mudanças na forma de gerenciar e liderar pessoas

Segundo dados do IBGE de dezembro de 2019, 3,8 milhões de brasileiros já trabalhavam no modelo de home office em 2018. Em relação a 2012, o aumento do número de trabalhadores nesse modelo já havia chegado a 44%. Agora, com os perigos de contaminação pelo coronavírus, entidades dos governos de todo o mundo, seguindo orientações da OMS, estão adotando medidas para conter o avanço do vírus, e o home office faz parte delas.

Mesmo antes dos perigos de contaminação pelo coronavírus, o home office já era adotado pela VIDDIA. E dessa forma a empresa vem ampliando seus índices de crescimento. Em 2019, expandiu 34% em termos de faturamento, e até março de 2020 já cresceu 91% em relação ao ano anterior. Certamente existem vários fatores que contribuem para esse crescimento, e os mais importantes são citados abaixo:

  • Serviços e produtos de qualidade superior, desenvolvidos com base em pesquisas científicas.
  • Equipe altamente qualificada e engajada.
  • Treinamento e desenvolvimento constante da equipe.
  • Metas claras e transparentes, desmembradas por áreas.
  • Planos de ações com acompanhamento rigoroso.

Sendo uma startup, com modelo de negócios escalável e baseado em tecnologia, o desenvolvimento da empresa não depende tanto do aumento do número de funcionários. Para promover um crescimento sustentável, a empresa trabalha de forma enxuta. Mas manter a produtividade e a qualidade altas com a equipe em home office em 80% do tempo requer não apenas disciplina, como também ações gerenciais eficazes. Muitas vezes, a regra do Pareto é adotada pela empresa. Ou seja, 20% de ações corretas são responsáveis por 80% dos resultados positivos. Abaixo citamos as principais diretrizes que adotamos para manter a produtividade alta.

1) Metas transparentes e acompanhamento rigoroso

Metas são a base da boa gestão. Para ter um crescimento sustentável, precisamos usar indicadores que nos forneçam informações relevantes sobre como a empresa está agora e aonde ela pretende chegar. Número de clientes, faturamento, custo de aquisição de clientes, rentabilidade são exemplos de informações que medimos e acompanhamos. Cada indicador, juntamente com a meta definida, nos orienta a respeito das ações que devemos executar para cumprir com aqueles objetivos. O acompanhamento é feito semanalmente, mensalmente, semestralmente e anualmente. Para que o esforço do monitoramento não seja superior ao benefício gerado, todo acompanhamento é feito em termos de metas daquele período e o que foi alcançado.

2) Equipe qualificada

Aqui vale lembrar o conceito de equipe: pessoas que trabalham para atingir um objetivo comum. Dessa forma, a equipe não precisa ser composta de pessoas que trabalham no mesmo local, nem ao mesmo tempo, muito menos serem contratados em regime CLT. Assim sendo, a configuração do quadro de pessoal da VIDDIA segue padrões mais modernos e enxutos da gestão de pessoas.

Normalmente, temos um núcleo pequeno de colaboradores, formado por decisores e gestores, que pensam estrategicamente e taticamente nas principais ações e projetos necessários para alcançar o crescimento sustentável da empresa no ano vigente. Para operacionalizar as decisões e colocar em prática todas as atividades do dia a dia, optamos, em grande parte, pela contratação de parceiros pré-qualificados, alocados “por cada projeto ou iniciativa”. A escolha de parceiros de confiança e experientes em suas áreas de expertise é fator crítico de sucesso para que as metas sejam cumpridas dentro da qualidade esperada. Estamos sempre experimentando novas parcerias. Caso o resultado do trabalho não seja condizente com as expectativas, o parceiro deixa de ser qualificado e não é mais escalado.

3) Treinamento e desenvolvimento constante da equipe

O desenvolvimento de pessoas não precisa acontecer apenas por meios formais. Aqui na VIDDIA, usamos duas estratégias principais para manter as pessoas em constante aquisição de conhecimentos:

a) Cursos digitais: usar uma plataforma EAD com cursos relevantes para o desenvolvimento do trabalho das pessoas é o recurso mais prático e eficiente que temos. Esse recurso nos dá muita flexibilidade, pois, com uma equipe enxuta, muitas vezes precisamos que as pessoas se desenvolvam rapidamente, em áreas diferentes, para realizar determinado trabalho. Como todos hoje têm o costume de assistir a vídeos no celular com o fone de ouvido, então o mobile learning é um hábito na empresa. Basta digitar o tema de interesse que a plataforma exibe os cursos e os vídeos associados. Com poucos cliques, e em alguns minutos, o colaborador já está sendo treinado.

Para conhecer nossa plataforma EAD e nossos cursos de desenvolvimento profissional, experimente gratuitamente por 7 dias clicando aqui.

b) Mudança de funções: como foi dito acima, muitas vezes startups e empresas pequenas requerem que uma mesma pessoa exerça funções diferentes. Esse é um dos fatores que confere flexibilidade e agilidade para mudanças necessárias a uma organização dessa natureza. Ao exercer funções diferentes, o profissional sai de sua zona de conforto, se sente mais desafiado e estimulado.

4) Políticas claras e sugestões de conduta

Regras e políticas claras são importantes porque oferecem segurança no trabalho e são determinantes para reforçar a cultura que a empresa pretende cultivar. Assim, temos processos simples que servem como trilha e padronizam os passos a serem seguidos pelas equipes para cumprir determinado objetivo.  Processos não devem ser engessados (como um trilho), mas devem ser diretrizes (como uma trilha) para uma boa performance.

Conclusões

A base de uma empresa produtiva e com crescimento sustentável é: a) ter pessoas capacitadas, motivadas e desafiadas; b) ter metas e orientações claras a respeito do trabalho que deve ser feito; e c) acompanhar frequentemente as metas e as ações. A mudança para um trabalho em home office pode ser uma excelente oportunidade para as empresas repensarem se estão seguindo essas diretrizes e mudarem sua forma de gestão.

Siga-nos nas redes sociais

Siga-nos no YoutubeFacebookTwitterLinkedIn e Instagram, estamos sempre disponibilizando conteúdo gratuito de qualidade!

1

Comments are closed.