Gamificação: como planejar e implantar nas empresas

Gamificação envolve encontrar a diversão, os aspectos lúdicos, e usá-los para criar um ambiente que mova as pessoas em direção a um objetivo.

Conforme abordamos no artigo Gamificação: o que é?, a gamificação remete ao uso de elementos de jogos em contextos diferentes de jogos com o objetivo de mudar o comportamento das pessoas. A gamificação tem sido usada para reduzir a rotatividade de funcionários, aumentar o número de vendas, reduzir tempo de ligações de call center, aumentar número e a qualidade de feedbacks de clientes, aumentar a participação de funcionários em treinamentos, dentre tantas outras aplicações. Você pode ver alguns exemplos de uso da gamificação nos negócios em outro artigo que pode ser acessado clicando aqui.

Elementos da gamificação

Construir um sistema gamificado envolve aplicar técnicas e elementos do projeto de jogos para motivar as pessoas a atingirem um objetivo e mudarem comportamento. Um ambiente gamificado deve ter um balanceamento entre os desafios e a diversão. Esse equilíbrio é importante para não tornar o ambiente muito engessado, sem divertimento ou sem sentido de realização. O projeto de um ambiente com gamificação envolve a identificação dos elementos que farão parte do sistema. Werback e Hunter classificam os elementos de jogos em 3 categorias: dinâmicas, mecânicas e componentes. A imagem abaixo mostra os principais elementos de jogos classificados nessas 3 categorias. 

É importante ressaltar que simplesmente distribuir pontos e medalhas a cada ação do usuário ou criar um painel de liderança não garante uma boa experiência para as pessoas que estão participando de um ambiente gamificado. Dependendo de como o ambiente é projetado, as pessoas podem se sentir esgotadas pela acumulação infinita de pontos, por exemplo. Muitos, realmente, não se importam com o acúmulo de pontos ou medalhas. É importante que a gamificação estimule a motivação intrínseca também. Outro ponto importante é que não precisamos usar todos os elementos citados acima. Existem ambientes gamificados muito eficientes que usam poucos elementos de jogos. O mais importante é conhecer quem é o público e o que ele gosta!

 

Para compreender o significado de cada um dos elementos da gamificação citados acima, baixe nosso e-book sobre Gamificação na Educação Corporativa aqui. Ele aprofunda sobre casos de sucesso, os diferentes perfis de participantes e as melhores mecânicas de gamificação para aumentar o engajamento. 

 

Passo a passo para implantar a gamificação

A implantação da gamificação em qualquer contexto requer pensar para quem o ambiente vai ser construído, nos comportamentos que queremos incentivar, no perfil dos “jogadores”, em quais atividades queremos que eles executem, nas ferramentas da gamificação e, especialmente, na diversão. Abaixo segue um passo a passo genérico da implantação da gamificação em qualquer contexto:

Definição dos objetivos do sistema gamificado

Como toda iniciativa ou projeto original, a visão do sistema deve ser estabelecida, bem como os objetivos priorizados e justificados.

Delineamento dos comportamentos-alvo

Uma vez identificado o motivo da existência do sistema gamificado, deve-se estabelecer as ações esperadas pelos jogadores e a forma de medir o comportamento esperado deles. Os comportamentos esperados devem ser específicos e promover os objetivos do sistema gamificado, embora a relação possa ser indireta. Por exemplo, o objetivo do sistema pode ser melhorar a aprendizagem e o comportamento-alvo, o aumento do tempo em que os participantes passam no ambiente. A descrição do comportamento deve ser acompanhada de um registro sobre como ele ajudará a cumprir o objetivo do sistema. As métricas devem, de alguma forma, fornecer feedback para os participantes em relação ao engajamento.

Descrição dos jogadores

Consiste na identificação do perfil das pessoas que irão participar do sistema gamificado. Pode envolver a identificação de questões demográficas como faixa etária, onde vivem, onde estudam, nível e renda, bem como de questões psicográficas como estilo de vida, valores e personalidade. Além disso, envolve a descrição da relação dos participantes com quem está oferecendo o sistema gamificado: clientes, clientes potenciais, funcionários, estudantes ou pertencentes a uma comunidade.

Desenvolvimento de ciclos de atividades

Jogos sempre possuem um início e, algumas vezes, um fim, e sempre operam por meio de uma série de ciclos. Ou seja, jogos não são lineares, e a melhor forma de modelar as ações no sistema gamificado é por meio de ciclos de atividades: ações podem provocar atividades que, por sua vez, provocam outras ações, e assim por diante. Como os participantes irão evoluir no ambiente? O ambiente pode ser modelado em fases, igual aos jogos? Quais atividades os participantes devem cumprir para passar de fase?

Inserção de diversão no sistema gamificado

A gamificação está associada a encontrar a diversão, os aspectos lúdicos, e usá-los para criar um ambiente que mova as pessoas em direção a um objetivo. Lembre-se que diversão pode estar associada a aspectos diferentes: desafios, resolução de problemas e superação de obstáculos; explorar o jogo, descobrir o que acontece na jornada, aventurar-se; trabalhar com outras pessoas, fazer algo significativo, fazer coisas boas para a comunidade.

Descrição das ferramentas para situações específicas

Consiste na descrição sobre como o sistema gamificado deve se apresentar, quais são os elementos envolvidos com a experiência que o sistema deve oferecer, quais mecânicas e elementos do projeto implementarão os feedbacks, recompensas e outros reforços positivos, em que momento e como resultado de quais ações.

O passo a passo descrito acima pretende apenas ser um guia e não aprofunda sobre como a gamificação deve ser implantada. O planejamento e implantação de qualquer iniciativa que envolva gamificação requer pelo menos um conhecimento básico sobre motivação e design de jogos. 

Faça um workshop na sua empresa sobre gamificação com nossa especialista

Caso sua empresa esteja interessada em desenvolver um workshop customizado para aprender como funciona a gamificação, quais são as melhores técnicas e ferramentas e como implantar em sua empresa, entre em contato e faça um orçamento específico para sua demanda.

Nos acompanhe

Siga-nos no YoutubeFacebook, TwitterLinkedIn e Instagram, estamos sempre disponibilizando conteúdo gratuito de qualidade!

Publicações relacionadas


Gamificação e engajamento na EAD Novas formas de prover o ensino e a aprendizagem têm sido discutidas a partir da popularização das tecnologias, capazes de proporcionar flexibilidade de tempo, lugar e formato. Nesse contexto, a aprendizagem de qualidade constitui um desafio, sendo que a motivação e o engajamento dos alunos são tópi...
Gamificação: o que é? Gamificação remete ao uso de elementos e pensamentos centrados em jogos. Uma vez que os jogos estão ligados a entretenimento, motivação e engajamento, o objetivo do uso da gamificação é usar os elementos de jogos para tornar produtos e serviços não relacionados a jogos mais engajadores e divertidos....
Exemplos de gamificação nos negócios Existem diversos exemplos de gamificação de sucesso. Alguns exemplos são o ZeroEmission da Nissan, o Kobo Reading Life, uma aplicação que tenta gamificar a leitura, e a Nike ID, aplicação de e-commerce que permite aos usuários criar o projeto do seu próprio tênis, dando pontos aos projetos mais popu...
Gamificação e motivação Gamificação envolve encontrar a diversão e usá-la para criar um ambiente que mova as pessoas em direção a um objetivo. Em outras palavras, gamificação é usada com o propósito de mudar comportamento, ou seja, gamificação e motivação estão intimamente relacionadas. Conforme abordamos no artigo ...